Patrocínio

Promoção

Assuntos

Indústria de MG apresenta primeiro tablet brasileiro, o iMXT

O mercado automotivo brasileiro ainda negligencia seus consumidores quando o assunto são alguns itens mais luxuosos como os navegadores originais no painel por exemplo. Muitos carros vendidos aqui, possuem este equipamento de série ou como opcional em outros países onde também são comercializados, mas por aqui nem como opcional.


O que os consumidores mais exigentes fazem então? Recorrem a sites como ebay, mercado livre, ou oficinas de som especializadas, e pagam verdadeiras fortunas para terem em seus carros, um navegador de painel original, ou similar. Mas e garantia, assistência técnica, manual em português… Bom, aí a história é outra.
Pensando justamente em suprir esta e outras demandas, com um produto completo e de qualidade para o mercado automotivo e até para o mercado corporativo, uma empresa brasileira, mas especificamente de Minas Gerais, chamada MXT Industrial, está lançando o iMXT, primeiro tablet fabricado por uma companhia 100% brasileira. Conforme já falamos, o produto não tem o intuito de ganhar o mercado de tablets e disputar de igual pra igual com o iPad, Galaxy Tab, Motorola Xoom e afins.

“O foco do produto é segmento automotivo e o mercado corporativo, e a principal diferença entre o iMXT e os tablets atuais é a sua robustez e alta capacidade de conectividade”, explica Etiene Guerra, diretor executivo da empresa.


O grande diferencial do iMXT é a profusão de diferentes portas de conexão.

Aliás, ja que estamos falando de conectividade, vamos às portas disponíveis no iMXT: 3 portas USB, HDMI, portas seriais (RS232 e RS485), CANBUS 2.0, IR e Ethernet. Além de conexões sem fio como Bluetooth, Wi-Fi, 3G, EDGE e Zigbee. E ai, ta bom ou quer mais…? Algumas dessas portas são desconhecidas pelo público em geral, mas essenciais para o mercado automotivo, é o caso da porta CANBUS por exemplo, que faz a ligação do dispositivo, com o módulo de informações do carro.


iMXT conectado ao modulo de informações de um veículo através da porta CANBUS 2.0. Informações do veículo são mostradas diretamente na tela do tablet.

Outras especificações do iMXT são: Tela de 7 polegadas touchscreen, processador de 800Mhz, 512Mb de RAM, 512Mb de flash (expansível por cartão SD de até 32Gb), Android 2.2, GPS e A-GPS, TV Digital, duas câmeras (frontal e traseira), todas as conectividades citadas no texto acima, e um peso modesto de 650 gramas, se levarmos em conta tudo o que o iMXT traz.


iMXT roda com Android versão 2.2.

O iMXT será comercializado com valores que giram em torno de 1,6 mil e 2 mil reais, o produto porém, não está disponível em lojas do varejo e é necessário entrar em contato com a MXT para verificar preços e disponibilidade. A MXT firmou um contrato com a Polícia Militar de São Paulo, e 11 mil iMXT serão instalados em diversas viaturas. Os tablets serão usados na frota de veículos da polícia, para melhorar a agilidade operacional. Um policial que está na rua poderá consultar informações sobre um veículo ou a identidade de uma pessoa, por exemplo.

Com GPS e A-GPS, o iMXT pode navegar com qualquer software que rode em Android.

O produto pode futuramente se beneficiar com a isenção fiscal proposta pelo governo, que pretende classificar tablets como computadores pessoais, reduzindo tributos e assim valorizar a produção nacional e a venda de dispositivos 100% brasileiros. A MXT Industrial afirma que investiu mais de 4 milhões de reais no tablet e que, inicialmente, possui 10 mil unidades disponíveis para venda. A empresa pretende comercializar 300 mil aparelhos no período de um ano.

Home - Loja Online - Artigos - Gospel - Infomática - Linux - Contato - Login